CSG DESTACA ESTRATÉGIAS PARA EMPRESAS EM 2015

CSG DESTACA ESTRATÉGIAS PARA EMPRESAS EM 2015

CSG DESTACA ESTRATÉGIAS PARA EMPRESAS EM 2015

Os noticiários especializados dão 2015 como um ano economicamente difícil, tanto para as pessoas físicas como para as empresas, com uma série de desafios, dentre os quais, a presença de fortes limitações na concessão de crédito.

É uma importante razão para as organizações mais cedo se preocuparem com redução de seus custos de uma forma geral, visando maior eficácia dos negócios e melhores resultados.

Neste contexto, vislumbra-se a possibilidade de redução do gasto destinado aos serviços de telecomunicações.

As operadoras de telecomunicações – telefonia fixa, telefonia móvel, comunicação de dados - atuantes no país oferecem diversos serviços ao mercado, com uma considerável variedade de planos e condições comerciais.

Estima-se em 450 milhões a quantidade de assinantes desses serviços no Brasil, número que aumenta diariamente. As grandes operadoras – Embratel, Oi, TIM etc – contam, cada uma, com dezenas de milhões de assinantes.

Esse volume de usuários, aliado à grande dinâmica dos planos de serviços - que sofrem mudanças constantes para atrair e conservar clientes – torna o sistema de “billing” das operadoras bastante vulnerável a erros pela não observância das condições contratuais pactuadas. Tais erros nem sempre são percebidos pelos clientes, e, quando detectados, não são facilmente corrigidos ou recuperados.

Ressalte-se que pequenas falhas ou omissões nas faturas podem gerar créditos de valor expressivo para o cliente, considerando-se períodos passados e, dependendo da situação, a devolução em dobro e corrigida do valor. Em função desse cenário, ganha extrema importância a análise, detecção e recuperação de erros de faturamento nos serviços de telecomunicações contratados pelo segmento empresarial.

É sabido que a gestão das contas de telecomunicações não é feita de modo aprofundado pelas empresas, uma vez que isso implicaria em desviar os recursos humanos da área de TI do foco na atividade principal por ela desenvolvida. Torna-se, portanto, tendência das grandes empresas a contratação de profissionais para o enfrentamento daqueles casos específicos, que fogem ao seu objeto.

Nesse contexto, revela-se fundamental a contratação de serviços especializados para tal finalidade, notadamente em um ano que economizar e recuperar crédito poderá ser uma questão de sobrevivência.