DECRETO PRESIDENCIAL AJUDA FINTECHS DE CRÉDITO NA BUSCA DE INVESTIDORES

DECRETO PRESIDENCIAL AJUDA FINTECHS DE CRÉDITO NA BUSCA DE INVESTIDORES

DECRETO PRESIDENCIAL AJUDA FINTECHS DE CRÉDITO NA BUSCA DE INVESTIDORES

O decreto 9.544/18 destrava investimentos estrangeiro em fintechs, uma vez que, as Sociedades de Crédito Direto (SCD) e as Sociedades de Empréstimos entre Pessoas (SEP), que faziam parte do Sistema Financeiro Nacional, desde que autorizadas pelo Banco Central, tinham que aguardar a edição de um decreto presidencial para operaram, o que ocasionava uma lentidão e uma dificuldade na busca de recursos internacionais para investimentos.
Na minha avaliação, essa medida ajuda a impulsionar startups desse segmento, pois facilita a busca por investidores, incubadoras e aceleradoras internacionais, retirando um gargalo importante no processo de validação dessas empresas.
Talvez tal medida ainda ajude a redução do custo do crédito no Brasil, vez que os empreendedores locais nesse segmento conhecem melhor a complexidade do mercado local, o que pode atrair os investidores internacionais para um modelo mais leve, menos custoso e com atuação mais segmentada.
O Banco Central, em seu comunicado sobre a iniciativa, reforçou o que o incentivo visa estimular a concorrência e o processo de inovação, tornando mais célere o processo de autorização e compatível com o segmento.